[ < ] [ > ]   [ << ] [ Up ] [ >> ]         [Top] [Contents] [Índice] [ ? ]

63. plotdf


[ < ] [ > ]   [ << ] [ Up ] [ >> ]         [Top] [Contents] [Índice] [ ? ]

63.1 Introdução a plotdf

A função plotdf cria um gráfico do campo de direcções para uma Equação Diferencial Ordinária (EDO) de primeira ordem, ou para um sistema de duas EDO's autónomas, de primeira ordem.

Por tratar-se de um pacote adicional, para poder usá-lo deverá primeiro carregá-lo com o comando load("plotdf"). Também é necessário que Xmaxima esteja instalado, inclusivamente se executar o Maxima desde outra interface diferente.

Para desenhar o campo de direcções de uma única EDO, essa equação deverá escrever-se na forma seguinte:

       dy
       -- = F(x,y)
       dx

e a função F será dada como argumento para o comando plotdf. A variável independente tem que ser sempre x e a variável dependente y. A essas duas variáveis não poderá estar associado nenhum valor numérico.

Para desenhar o campo de direcções de um sistema autónomo de duas EDO's, as duas equações devem ser escritas na forma seguinte

       dx             dy
       -- = G(x,y)    -- = F(x,y) 
       dt             dt

e o argumento para o comando plotdf será uma lista com duas expressões para as funções F e G.

Quando se trabalha com uma única equação, plotdf assume implicitamente que x=t e G(x,y)=1, transformando a equação num sistema autónomo com duas equações.


[ < ] [ > ]   [ << ] [ Up ] [ >> ]         [Top] [Contents] [Índice] [ ? ]

63.2 Definições para plotdf

Function: plotdf (dydx,...opções...)
Function: plotdf ([dxdt,dydt],...opções...)

Desenha um campo de direcções em duas dimensões x e y.

dydx, dxdt e dydt são expressões que dependem de x e y. Para além dessas duas variáveis, as duas expressões podem depender de um conjunto de parâmetros, com valores numéricos que são dados por meio da opção parameters (a sintaxe dessa opção explica-se mais para a frente), ou com um intervalo de possíveis valores definidos com a opção sliders.

Várias outras opções podem incluirem-se dentro do comando, ou serem seleccionadas no menú. Clicando num ponto do gráfico faz com que seja desenhada a curva integral que passa por esse ponto; o mesmo pode ser feito dando as coordenadas do ponto com a opção trajectory_at dentro do comando plotdf. A direcção de integração pode controlar-se com a opção direction, que aceita valores de forward, backward ou both. O número de passos realizados na integração numérica controla-se com a opção nsteps e o incremento do tempo em cada passo com a opção tstep. Usa-se o método de Adams Moulton para fazer a integração numérica; também é possível mudar para o método de Runge-Kutta de quarta ordem com ajuste de passos.

Menú da janela do gráfico:

O menú da janela gráfica inclui as seguintes opções: Zoom, que permite mudar o comportamento do rato, de maneira que servirá para fazer zoom na região do gráfico clicando com o botão esquerdo. Cada clic alarga a imagem mantendo no centro dela o ponto onde se clicou. Mantendo carregada a tecla Shift enquanto se faz clic, faz diminuir o tamanho. Para continuar a desenhar trajectórias com um clic, selecciona-se a opção Integrate do menú.

A opção Config do menú pode usar-se para mudar a(s) EDO(S) e fazer alguns outros ajustes. Após ter feito alguma alteração, deverá usar a opção Replot para activar as novas configurações. Se introduzir duas coordenadas no campo Trajectory at do menú de diálogo do Config, e a seguir carregar na tecla Enter, será acrescentada mais uma curva integral. Se seleccionar a opção Replot, só será apresentada a última curva integral seleccionada.

Mantendo o botão direito carregado enquanto se desloca o cursor, poderá arrastar o gráfico na horizontal e na vertical. Outros parâmetros, por exemplo, o número de passos, o valor inicial de t, as coordenadas do centro e o raio, podem ser alterados no sub-menú da opção Config.

Com a opção Save, pode imprimir-se o gráfico numa impressora Postscript ou gravar uma cópia num ficheiro Postscript. Para optar entre impressão ou gravação em ficheiro, selecciona-se Print Options na janela de diálogo de Config. Após ter preenchido os campos da janela de diálogo de Save, será necessário seleccionar a opção Save do primeiro menú para criar o ficheiro ou imprimir o gráfico.

Opções gráficas:

A função plotdf admite varias opções, cada uma sendo uma lista de duas ou mais elementos. O primeiro elemento é o nome da opção, e o resto estará formado pelos argumentos para essa opção.

A função plotdf reconhece as seguintes opções:

Exemplos:

NOTA: Em alguns casos, dependendo da interface usada para executar o Maxima, as funções que usam openmath, em particular plotdf, podem desencadear um bug se terminarem em ponto e vírgula, e não com o símbolo de dólar. Para evitar problemas, usaremos o símbolo de dóla nos exemplos a seguir.


[ << ] [ >> ]           [Top] [Contents] [Índice] [ ? ]

This document was generated by Jaime Villate on Outubro, 19 2014 using texi2html 1.76.